Cantor está isolado em Los Angeles com a família, e diz que ficou nervoso no começo da quarentena, mas resolveu ligar para outros músicos e tentar parcerias remotas: 'Todos toparam na hora'.

Ricky Martin em foto de divulgação do EP 'Pausa' Divulgação "Eu não sabia o que ia acontecer, mas falei: 'Algo de bom tem que sair disso'.

E comecei a ligar para os amigos".

Assim nasceu "Pausa", EP de Ricky Martin cheio de colaborações, do veterano Sting à sensação Bad Bunny. O ex-Menudo de 48 anos está isolado em Los Angeles com a família.

Ele consegue trabalhar de casa, mas, quando a pandemia começou, tinha canções não finalizadas e muita ansiedade. As conversas com colegas foram desabafos: "Queria saber se eles estavam bem e também contar para eles que eu estava nervoso," diz Ricky em entrevista por videoconferência a jornalistas brasileiros.

Ele acabou descobrindo que o isolamento está deixando os colegas abertos a parcerias: "Todo mundo para quem eu liguei falou: 'Estou pronto para o que você quiser'".

Sting até quis cantar em espanhol. Além de Sting ("Simple") e Bad Bunny com Residente ("Cántalo"), o EP tem o espanhol Diego el Cigala (""Quiéreme"), o portorriquenho Pedro Capó ("Cae de Una") e a mexicana Carla Morrison ("Recuerdo").

Como é o novo EP? "Pausa" tem um clima suave e faz parte de um duo de EPs, que será completo com "Play", mais agitado, ainda sem data certa.

Os dois juntos formam o que seria o 11º disco de estúdio de Ricky.

"Simple" tem vocalizações, ecos e um tom filosófico que é a cara de Sting.

Mas tem o romantismo de sempre para o fã-clube em "Recuerdo".

"Tiburones" é uma balada convencional com letra política.

Ricky Martin canta com Bad Bunny durante o Grammy Latino 2019 REUTERS/Steve Marcus "Cae de Una" é uma espécie de soft-reggaeton.

"Cántalo" é um pouco mais quente, com os inspirados Bad Bunny e Residente - é a única faixa que já estava pronta antes da quarentena.

"Quiéreme" une flamenco e pop eletrônico - daria para chamar de ousada de Rosalía não existisse. No fim das contas, o EP tem mesmo cara de uma série de ligações para amigos que acalmam Ricky - e os ouvintes - de maneiras diferentes.

Fica a dúvida se, para as músicas dançante, a química remota também acontece. Semana Pop: Com games online, artistas fazem apresentações para driblar o isolamento